Fale Conosco: +55 (11) 1234-5678

Recursos - Devocional - O que nos move?

12Jul2016

Precisamos fazer essa pergunta quando nos propomos a fazer algo, seja em  nossa vida espiritual, familiar ou profissional. O mover é uma ação que vem acompanhada da motivação, cujo significado é estimulo e motivos. E esses motivos nos levam a escolher, porém só podemos escolher aquilo que conhecemos e que nos apropriamos.

É muito importante conhecer, reconhecer as verdadeiras motivações que nos faz agir, mover-se, ter essa clareza fará toda a diferença na nossa caminhada. O nosso maior exemplo e referência é o próprio  Senhor Jesus Cristo .  O triunfo de Jesus no calvário, a motivação que o impulsionou a vencer na cruz, nos revela um amor incondicional, a submissão de fazer com prazer a vontade do pai.
“Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. ”João 6:38

Ele fez isso movido pelos objetivos propostos por Deus. Deixou o esplendor da sua glória, simplesmente para fazer a vontade de Deus e viver entre nós.
“Mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!” Filipenses 2:7,8

A sua trajetória está repleta de ações que revelam como as suas motivações eram claras, transparentes, não tem nada obscuro ou ofuscado.
É precisamos ter esse cuidado! Será que nossas motivações estão sempre corretas?  Questionamentos como esses, muitas vezes, não conseguimos responder com facilidade, porém a Palavra de Deus pode nos esclarecer a respeito disso, bem como nos confrontar para ver quais são as motivações da nossa vida.

O livro Ezequiel traz algo para  povo de Israel e que é válido também para nosso tempo.
“Assim o meu povo se ajunta em grande número para ouvir o que você tem para dizer, mas eles não querem pôr em prática o que você diz. “Ele fala bonito” — eles dizem, mas o que querem é ganhar dinheiro.  Para eles você não passa de um cantor de canções de amor ou tocador de harpa. Eles ouvem o que você diz, porém não fazem nada daquilo que você manda. Ezequiel 33-31,32

No livro de Isaías  o profeta traz um aviso ao povo .
O Senhor diz: “Esse povo ora a mim com a boca e me louva com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A religião que eles praticam não passa de doutrinas e ensinamentos humanos que eles só sabem repetir de cor. Isaías 29:13

Isaías falou também que o seu povo buscava a Deus, se achegavam a Ele, freqüentam cultos , debatiam a sua lei e até jejuavam, mas tudo isso, não passava de meros rituais religiosos egoístas ( Isaías 58:2-7) .
 
Jesus respondeu:
“— Eu afirmo a vocês que isto é verdade: vocês estão me procurando porque comeram os pães e ficaram satisfeitos e não porque entenderam os meus milagres.”João 6:26
Por isso a questão não é apenas adorar, mas se estamos em uma vida de adoração que agrade ao Senhor. Jesus não veio para deixar as pessoas mais ricas e egoístas, mas sim solidárias e amorosas para com o próximo, um amor incondicional, que não impõe condições ou depende de circunstâncias, vivendo o exemplo de submissão deixado por Jesus.
Temos que ter muito cuidado com a motivação do nosso coração e pedir sempre que o Senhor nos sonde e transforme nossas motivações erradas em motivações e atitudes certas.
E como Davi  possamos declarar :
Ó Deus, examina-me e conhece o meu coração!
Prova-me e conhece os meus pensamentos. Vê se há em mim algum pecado e guia-me pelo caminho eterno. ( Salmo 139:23-24 )